Villa Yeruá: a casa de veraneio que Gardel frequentava em Montevidéu

Quinto ano consecutivo com o Certificado de Excelência no TripAdvisor
25 julho, 2018
¡Dê uma virada no inverno com o My Suites!
27 julho, 2018

A casa de veraneio escolhida por Gardel em Montevidéu foi reformada e transformada num museu.

¡Finalmente a recuperação da Villa Yeruá se tornou realidade!

Após um ano de gestões e uma reforma completada em tempo recorde com 100% de capital privado, no dia 24 de junho de 2017 a Asociación Uruguaya de Propietarios de Caballos de Carrera (APC) celebrou a reinauguração da casa de veraneio frequentada por Carlos Gardel em Montevidéu.

Hoje, a casa abriga dois museus altamente recomendados para visitar: um deles voltado a Gardel e o outro, às corridas de cavalo.

Ao entrar na casa, o visitante encontra o museu de Gardel, que exibe fotos originais, objetos e lembranças do artista, bem como uma interessante proposta semivirtual, a qual permite visualizar conteúdos multimídia em inglês ou espanhol usando um smartphone.

O museu dedicado às corridas de cavalos exibe diferentes troféus e elementos, como as casaquinhas dos cavalos que fizeram história no Uruguai e no mundo inteiro.

A Villa Yeruá pode ser visitada de quinta-feira a domingo, das 14 às 18 h, e o ingresso é uma colaboração com o projeto de 50 pesos uruguaios.

O “mago” e o “brujo de Olleros”

Villa Yeruá é a casa frequentada por Gardel –a pessoa de Tacuarembó mais famosa no mundo–, quando visitava seu amigo Irineo Leguisamo e o proprietário da casa, Don Francisco Maschio.

Era uma casa de veraneio localizada em Malvín, que naquela época era balneário, e abrigou momentos inesquecíveis. Maschio, o “brujo de Olleros” era um brilhante treinador de cavalos puro-sangue que costumava trazer os cavalos para descansar sob seu cuidado nos areais em frente da Villa Yeruá. Entre os animais que ficaram nessas cavalarias esteve o imortal Lunático, propriedade do Zorzal Criollo.

Histórias populares contam que, naquela época quando Gardel visitava a casa, o grande jóquei Irineo Leguisamo se hospedava num quarto do segundo andar e costumava fugir pela madrugada, descendo discretamente por uma escada que ainda existe nos fundos e hoje é um dos elementos atraentes do local.

Outro elemento de destaque é o pátio de grandes lajotas onde foi tirada a famosa foto de Gardel na Villa Yeruá, no aniversário de Maschio comemorado no dia 5 de janeiro de 1933.

A Associação de Proprietários da APC

O objetivo da Diretiva APC é destacar sua sede em Villa Yeruá como um ponto de encontro para os amantes do turismo, os uruguaios e turistas que a visitam.

Os amantes do tango e da turfa têm uma nova parada onde podem alimentar seu espírito burrero e arrabalero.

No belo bairro de Malvín, Villa Yeruá reabriu, a famosa casa de verão do lendário cantor de tango Carlos Gardel em Montevidéu.

O chalé está localizado na praia em frente à praia de Pocitos, ele pertencia a seu amigo Francisco Maschio, que usou para recebê-lo como um convidado durante os meses de verão.

O Villa Yeruá era originalmente um “parafuso prisioneiro” um lugar para treinar cavalos de corrida nas praias e em 1920 organizou reuniões relacionadas com personalidades de corridas de cavalos e campo artístico.

O edifício foi expropriado em 1960 pelo Governo Departamental (Intendência) de Montevidéu e foi alugado como moradia privada até 2012.

Em 2017, a propriedade foi concedida à Associação Uruguaia de Proprietários de Carreiras de Cavalos (APC), que recuperou seus espaços e sua ornamentação para prepará-lo para fins museológicos.

Maroñas

A atividade turfa representa um modo de vida e trabalho para milhares de compatriotas.

Depois da crise dos anos 90, o Autódromo de Maroñas mostra uma imagem renovada e uma atividade importante, sendo uma das corridas mais emblemáticas da América.

Fotos

Reserva Online!

MELHOR TAXA GARANTIDA
Reserva